quinta-feira, junho 15, 2006

Não comprarei o OPEL Corsa se fecharem a fábrica da Azambuja, por Vítor Pinto Basto


Tenho seguido com muita atenção o processo de ameaça de deslocalização da Fábrica da Opel, na Azambuja, que ameaça pôr no desemprego mais 1100 trabalhadores.
Perante o carácter implacável de quem só vê cifrões onde deveria ver desenvolvimento sustentado, igual, a possibilidade de se ser feliz, já tenho uma resposta se os homens da General Motors mudarem a fábrica, ao que se julga, para Sampetesburgo, Saragoça... ou para qualquer lugar do Mundo.
Tenho uma carrinha OPEL mas já não vou comprar o OPEL Corsa que andava a namorar. E nunca mais comprarei veículos feitos pela General Motors.

Vítor Pinto Basto
Nota do blogger: já agora faço minhas as palavras do Vítor, embora ande mais na marca STCP e Metro do Porto, SA. Já agora, junto à campanha anti-opel do Vítor a campanha anti-Netcabo aqui da malta que, durante dois dias, esteve impedida de aceder ao Deriva das Palavras. Razões? Desculpas? A Netcabo não usa disso. É uma empresa que faz jus ao seu nome de ser a mais cretina para com o seus clientes e a que mais queixas tem. Portanto(s)... continue nessa senda e felicidades!
Enviar um comentário