segunda-feira, julho 10, 2006

Teresa Moure e Diego Ameixeiras - a polémica na Galiza

Um fim-de-semana sossegado algures na Galiza e o santo gesto de comprar o Voz de Galicia (em castelhano, entenda-se) junto com um café «solo». O folhear das páginas e o olhar e a leitura detêm-se nos nomes da secção da cultura, com c pequeno como querem os novos autores galegos - Teresa Moure e Diego Ameixeiros. Li com atenção e estive para dar um título a este post bem diferente - Autor Galego, 1500 euros por ano! Isto com a nota atenta, de Diego a Teresa, que seria preciso vender a edição toda. Bom, uma certeza será a aquisição rápida das obras destes dois autores e acompanhá-los com atenção. A frontalidade e o inconformismo ainda são uma qualidade nos tempos que correm. Para os que se interessam por estas coisas de promoções, lançamentos e direitos de autor devem ler a notícia que eu li, nesse fim-de-semana soalheiro, algures na Galiza. Ah... e a Voz de Galicia que estuda os blogs literários como uma prática comum a este estado de coisas da crítica literária, aqui ao lado: neste caso o Brétemas, de Manuel Bragado e o Cabaret Voltaire, de Jaureguizar, aqui mesmo ao lado nos links. Mas já o Galeidoscópio, também da Galiza, nos dá uma perspectiva mais bloguística (e também diferente) da polémica em questão, aqui. Um abraço para estes blogs.
Enviar um comentário