sábado, setembro 02, 2006

A edição das Obras Completas de Débord

Com a devida vénia ao excelente Pimenta Negra um blog sempre actual e muito bem informado sobre as linhas alternativas com que (não) nos cosemos (ainda), reproduzo o artigo sobre a irrecuperabilidade de Débord e a igual necessidade de conhecer profundamente a sua obra, única forma legítima para evitar qualquer «interpretação» sempre abusiva com que os aprendizes do espectáculo nos gostam de brindar com uma indisfarçável e ridícula marginalidade mal-assumida. Neste caso, o artigo de Pimenta Negra é exemplar. Pode (e deve) lê-lo aqui.
Enviar um comentário